Urologia para Crianças

A entrada na puberdade é o momento ideal para levar seu filho ao urologista. O contato inicial com o especialista deve servir para esclarecer as dúvidas dele com o crescimento e as mudanças que se processam em seu corpo e que são, geralmente, fonte de angústia.

Problemas urinários, fimose, criptorquidia, torção dos testículos e tumor de testículos são as causas mais comuns da presença dos meninos no consultório dos médicos urologistas na infância. O tumor de testículo é o segundo tipo mais frequente no adolescente, depois do tumor de Hodgking, ou linfoma de Hodgking, um tipo de câncer que tem origem nas células sanguíneas.

Para quebrar a resistência natural do adolescentea consultar um especialista, os pais podem sugerir que o filho participe da escolha do seu médico. O jovem deve ser orientado a procurar médicos que trabalham com meninos da sua idade ou pesquisar se o médico tem experiência com jovens.

DÚVIDAS PELO CAMINHO

Os meninos devem aprender a descobrir o seu corpo e a maneira como ele funciona. É nesse processo que conhecerão as suas reações aos estímulos sexuais, quais as partes do corpo deles são mais sensíveis ao toque e de que forma obtêm sensações agradáveis. Iniciar um envolvimento sexual com o objetivo de ter prazer na ejaculação somente pode gerar frustrações. A falta de conhecimento do próprio corpo e a desinformação geralmente são causas de problemas sexuais futuros.

O prazer e a sexualidade podem – e devem – fazer parte da consulta dos meninos ao urologista. O médico também esclarecerá os cuidados necessários para iniciar uma vida sexual segura, com o uso correto do preservativo. A orientação especializada é fundamental nessa fase de transformações para esclarecer as dúvidas que frequentemente assustam os meninos.

O desenvolvimento físico do homem, durante a puberdade, acontece de forma desordenada, principalmente no que se refere aos genitais. As mudanças corporais produzem muita angústia, timidez, insegurança, baixa auto-estima e até agressividade. Muitos questionam se o tamanho e o formato do pênis são adequados e se a produção, a quantidade e a fertilidade do sêmen são normais. Essas dúvidas devem ser sanadas com o apoio de um profissional preparado. É uma maneira de tranquilizar o adolescente. No início da vida sexual, muitas dessas inseguranças causam tensão e limitam o prazer.

AS PRINCIPAIS DOENÇAS

O momento adequado para a primeira consulta ao urologista é o início da puberdade. As crianças com menos de 10 anos que os pediatras encaminham para um urologista apresentam, geralmente, problemas urinários ou têm anomalias nos genitais. As principais anomalias dos genitais masculinos que exigem atenção médica antes do início da puberdade estão aqui relacionadas.

É a incapacidade de retrair o prepúcio, pele que cobre a glande do pênis. Até os 3 anos de idade, em 90% dos meninos, o prepúcio se torna retrátil. Por isso, até essa idade, é prudente que a fimose fique em observação. No tratamento, o médico poderá indicar uma pomada que faz aumentar a elasticidade dessa pele, ou a cirurgia, chamada de postectomia. A fimose deve ser tratada, pois dificulta a higienização da região, um fator sério de risco para o desenvolvimento de câncer de pênis. Sua presença também pode no futuro causar desconforto no ato sexual.

É uma anomalia que se estabelece durante a formação do bebê no útero materno. Em vez de alcançar o seu posicionamento normal, os testículos não descem e permanecem em algum da região inguinal e raramente no abdome. O problema é diagnosticado pelo exame físico de palpação. O tratamento é cirúrgico e deve ser feito entre 6 meses e antes de completar 1 ano de idade para diminuir os riscos de infertilidade e outras complicações como torção, hérnia inguinal e problemas psicológicos. A criptorquidia não tratada pode causar a atrofia do testículo e a ausência de produção de espermatozóides, o que leva o paciente à esterilidade.

É a presença de líquido em quantidades anormais dentro da bolsa escrotal que envolve o testículo. O problema pode ser congênito ou adquirido na vida adulta e frequentemente é acompanhado por hérnias ou criptorquidia. Nos recém-nascidos, pode se resolver espontaneamente dentro de um ano, mas se houver aumento do volume ou presença de hérnia, o tratamento deve ser cirúrgico.

É uma malformação congênita das vias urinárias e se caracteriza pela localização anormal do orifício por onde sai a urina, que pode ser na parte inferior do pênis ou, mais raramente, na bolsa escrotal. O problema às vezes só é notado pelo urologista, mas pode ser percebido nas visitas ao pediatra. Quanto mais cedo for diagnosticado, melhor. A cirurgia é o tratamento indicado.

A curvatura é percebida, em geral, na adolescência quando ocorre o aumento do pênis e o menino também dá mais atenção a ele. É uma fase em que os pais já não têm mais tanta intimidade com o jovem para saber o que se passa com seu corpo. A curvatura é consequência da diferença de tamanho entre as duas hastes responsáveis pela ereção. O pênis curvo congênito não causa dor, mas pode dificultar a penetração durante o ato sexual.

É um defeito na fixação do testículo que causa uma dor súbita e forte no saco escrotal. O problema afeta principalmente crianças e adolescentes e em alguns casos apresenta sintomas como náuseas, vômitos e dor abdominal. A criança que reclama de muita dor na área escrotal deve ser levada ao médico com urgência. O tratamento da torção de testículo é cirúrgico de emergência.

Podem ser sinal de malformação, caracterizada por refluxo vesicoureteral, quando a urina não é expelida normalmente e retorna para os rins, provocando as infecções urinárias de repetição. Nos casos mais graves, podem ocorrer a dilatação dos rins e até a perda da função renal.

Dr. Alexandre Aranha Trigueiro

Autor

Dr. Alexandre Dr. Aranha

Dr. Alexandre Aranha Trigueiro é médico formado pela UFPB em 1997, com pós-graduação em cirurgia geral e urologia, mais de 10 anos consecutivos de experiência e milhares de cirurgias abertas, endoscópicas e laparoscópicas realizadas...

Curriculo

Perguntas e respostas

Fechar

Sua Pergunta foi enviada!

Preencha o formulário a seguir.

Nome *
E-mail *
Site (include http://)
Título *
Pergunte *

Quando o Doutor responder, sua pergunta APARECERÁ PÚBLICA na página de perguntas e respostas.

* Campo requerido